Zózimo Bulbul
O CINEMA DE ZÓZIMO BULBUL

Iniciou sua carreira em meados dos anos 60, Zózimo Bulbul, despontou como ator nos anos áureos do Cinema Novo, tendo atuado em filmes muito importantes na História do Cinema Brasileiro. E trabalho com os diretores: Glauber Rocha, Leon Hirzman, Caca Diegues, Antunes Filho e outros. Trabalhou em aproximadamente 30 filmes como ator. Zózimo foi o primeiro protagonista negro de uma novela brasileira, fazendo par romântico com Leila Diniz em “Vidas em Conflito”.

Insatisfeito com a condição reservada aos negros nas telas decidiu escrever e dirigir seus próprios filmes. Em 1974, dirige o curta metragem em preto e branco “Alma no Olho”, considerado uma das melhores obras da cinematografia afro descendente. Em 1988 lança o seu longa metragem “Abolição”, que propõe uma reflexão crítica sobre a então comemoração dos 100 anos da abolição da escravatura. Dirigiu também inúmeros curtas, sempre com um olhar para o negro na sociedade brasileira: “Aniceto do Império” (1981), “Samba no Trem” (2000), “Pequena África” (2002), entre outros.

Em 2007, fundou o Centro Afro Carioca de Cinema, aonde vem desenvolvendo um trabalho de referencia para a Cinematografia Afro Brasileira. Um trabalho de conscientização, memória e incentivo a novos caminhos, de aumento de autoestima e da compreensão do mundo através da arte Cinematográfica, onde são realizadas Oficinas, debates, seminários, mostra de filmes nacionais e internacionais, lançamentos de livros entre outras ações. E no mês de novembro realiza os Encontros de Cinema Negro Brasil/África, que acontecem há cinco anos. O Centro afro Carioca de Cinema já levou 14 cineastas brasileiros à África e já trouxe 32 cineastas de diversos países como Senegal, Cabo Verde, Cuba, Chad, Burkina Faso, Colômbia, E.U.A., África do Sul, Congo, Costa do Marfim, Nigéria, Guiné, Camarões, Angola.

No ano de 2010, a convite do Presidente do Senegal, Zózimo realizou o filme “Renascimento Africano”, que mostra o Senegal nas comemorações dos 50 anos de independência

PRINCIPAIS TRABALHOS COMO ATOR:

  • 1962 – Cinco vezes favela, Leon Hirzman

  • 1963 – Ganga Zumba, de Carlos Diegues

  • 1967 – Terra em Transe, de Glauber Rocha

  • 1968 – Auto da Compadecida, de George Jonas

  • 1970 – Compasso de Espera, de Antunes Filho

  • 1972 – Sagarana – O Duelo, de Paulo Thiago

  • 1977 – A Deusa Negra, de Ola Balogum

  • 2003 – Filhas do Vento, de Joel Zito Araújo

  • 2004 – O Veneno da Madrugada, de Rui Guerra

  • 2010 – Papel e o Mar, de Luiz Antônio Pilar

PRINCIPAIS TRABALHOS COMO DIRETOR E AUTOR

Filmes de Longa Metragem

  • 1988 – Abolição

Filmes de Média Metragem

  • 2000/2001 – SAMBA NO TREM

  • 2004/2005 – REPÚBLICA TIRADENTES

  • 2006 – ZONA CARIOCA DO PORTO

  • 2006 – REFERENCIAS

  • 2010 – RENASCIMENTO AFRICANO

Filmes de Curta Metragem

  • 1973 – Alma no Olho

  • 1981 – Aniceto Dia de Alforria

  • 2002 – Pequena África

Filmes de Curta Metragem

  • 1973 – Alma no Olho

  • 1981 – Aniceto Dia de Alforria

  • 2002 – Pequena África

PREMIOS E PARTICIPAÇÃO EM FESTIVAIS

  • 1977 – Prêmio de melhor documentário Jornada da Bahia – Alma no Olho

  • 1988 – Prêmio de melhor roteiro e fotografia – Abolição Festival Brasília

  • 1989 – Prêmio de melhor Cartaz – Abolição – Festival Nuevo Cine Latino Americano / Havana-Cuba

  • 1990 – Prêmio de melhor Documentário – Abolição – Festival Latino de Cinema – Nova York

  • 1995 – The Third Anual Contemporary African Diaspora Film NewYork

  • 1997 – XV Festival Pan-Africano de Cinema e Televisão de Ouagadougou Burkina Faso – África

  • 1999 – 9° Festival de Cinema Africano em Milão

  • 1999 – Black Movie Festival Génevè Suiça

  • 1999 – Fórum d’Images Paris

  • 2000 – 2º Festival Cinema Africano Cabo Verde

  • 2001 – Prêmio ProCine – Secretaria de Cultura do Estado do Rio de Janeiro – Roteiro: “O Cantor das Multidões”

  • 2001 – Prêmio ProCine – Secretaria de Cultura do Estado do Rio de Janeiro – (Curta Metragem) – Roteiro e Direção: “Pequena África”

  • 2006 – África em Foco – Buenos Aires

  • 2007 – 19º Encontro de Cinema Latino Americano – Toulouse

  • 2007 – XX – Festival Pan-Africano de Cinema de Ouagadougou – FESPACO – Burkina Faso – África.

  • 2009 – XXI – FESPACO

  • 2011 – XXII – FESPACO – Atuou como jurado